Lançamento do livro “Lar, Família & Casamento”

Evento de lançamento do livro “Lar, Família & Casamento”, do autor Dr. David Merkh, publicado pela editora Hagnos. Contaremos com a presença do autor, Dr. David Merkh, trazendo mais detalhes e informações sobre a obra.

O evento será realizado no dia 02 de julho de 2019, às 19h30, e acontecerá na Igreja Presbiteriana Central, em Campina Grande-PB, que fica na Av. Floriano Peixoto, 359 – bairro São José.

O evento é aberto a todo o público, e é gratuito.

Este formulário de inscrição é para participar do sorteio de livros. Participe e informe seus amigos e familiares.

OBS: O sorteio será exclusivamente para os participantes inscritos e que estiverem presentes no local do evento.

Mais informações pelos telefones (83) 3321-4972 / (83) 9 9610-0316

AME A DEUS COM CAFÉ

Café? Sim! Café! Calma, calma, calma! Não necessariamente Café, mas é um ‘macete’, se posso assim dizer, ou melhor um trocadilho, haha, e você me diz ” o trocadilho do ‘com a fé’? “, bem, poderia ser também, mas chega de enrolação e vamos para a aplicação?(xi!”rimô”)
. “E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu Coração, e de toda a tua Alma, e de todas as tuas Forças, e de todo o teu Entendimento[…]” (Lucas 10:27) .
Notou nas entrelinhas? O que eu quis dizer com “Ame a Deus com Café”, está descrito nas escrituras. Ame a Deus com (C)oração, (A)lma, (F)orça e (E)ntendimento.
O coração, remete a ideia de emoções, sentimentos e desejos, é dele que a bíblia fala que o devemos guardar(Provérbios 4.23) , ele está localizado no mesmo lugar que o nosso tesouro(Mateus 6.21), e amar a Deus com o coração, é saber onde está o nosso tesouro, é saber que é bem mais que a intelectualidade, mas também envolver seus sentimentos nisso. É desejar a Deus, e depositar seus sentimentos e emoções nEle.
A alma, aponta a definição de identidade individual, e também o sentido de vida. É aquela que vale mais que ganhar o mundo (Mateus 8.36), ela é quem é salva. Lewis define clara e objetivamente sobre isso: “Você não tem uma alma. Você é uma alma. Você tem um corpo.”, pra quem entende de tecnologia, é como se a Alma fosse sua memória ROM, que mesmo que o hardware (seu corpo físico) deligado, os dados armazenados não são deletados. Amar a Deus com sua alma é quem você É, sua personalidade, sujeitas a Ele, é confiar o que você É a quem realmente pode salvá-la.
E força? São suas ações, seu modo de agir, seu corpo, obras realizadas através do seu corpo. É comum que muitos pensem em tentar confirmar seu amor a Deus somente através das obras, de boas ações e caridade, excluindo completamente a fé, intelectualidade e sentimentos. Lembre-se: Obras e fé (Tiago 2.26) andam juntas! Nessa fé há seu intelecto e emocional, lembre-se também graça e conhecimento (2 Pedro 3.18) andam lado a lado, é combo na vida do cristão! Entendeu?

Entendimento. Ame a Deus com seu cérebro! Com o seu intelecto, a sua mente! Não estou dizendo “torne-se um master Ph.D.”, mas procure adquirir conhecimento para glorificar ao seu criador. Use seu cérebro para a glória de Deus! Bem mais que um cristianismo baseado em sentimentalismos, mas o seu intelecto e emoções equilibrados. Lewis define bem isso em Cristianismo Puro e Simples, acerca da inteligência e conhecimento quando se refere a cristãos, ele retrata: “Não devemos ter como lema “Seja boa, doce menina, e deixe a inteligência para quem a possui”, mas sim “Seja boa, doce menina, e não se esqueça de ser o mais inteligente que puder”. Deus não detesta menos os intelectualmente preguiçosos do que qualquer outro tipo de preguiçoso. Se você está pensando em se tornar cristão, eu lhe aviso que estará embarcando em algo que vai ocupar toda a sua pessoa, inclusive o cérebro.”. Foque no ” Inclusive seu cérebro.”, Deus não quer você por partes, não somente suas emoções ou suas obras, mas você por inteiro e sua intelectualidade é inclusa nisso! A bíblia não se omite acerca da inteligência e conhecimento, ela não exclui o estudo da cultura e sociedade, veja o exemplo de Daniel e seus amigos: “A esses quatro jovens Deus deu sabedoria e inteligência para conhecerem todos os aspectos da cultura e da ciência. E Daniel, além disso, sabia interpretar todo tipo de visões e sonhos.”(Daniel 1.17). Veja, é o próprio Deus quem nos concede isso! Paulo era alguém extremamente engajado com a sua mente, ao exortar em suas epístolas é notável seu conhecimento e compromisso em entender o contexto da realidade dos irmãos, o que envolvia filosofia, cultura e a cosmovisão do lugar. Sem mais delongas, use seu cérebro! Como cristão não se amolde aos padrões do mundo, mas renove sua mente, para experimentar a vontade de Deus, a qual é boa, perfeita e agradável(Romanos 12.2), uma mente renovada entregue ao Criador juntamente com tudo que compõe quem você é, como um sacrifício vivo, é o nosso culto racional.

Nossa passagem base aborda esses 4 aspectos, e em todos Cristo evidencia que devemos amar a Deus “de todo”, TODO o seu coração, TODA a sua a alma, TODAS as suas forças e TODO seu entendimento para herdarmos a vida eterna. Observe bem a lição intrínseca nisso, quase um tapa na cara, se posso assim dizer. Somos capazes de amar a Deus com TODO nosso coração, alma, força e entendimento? Não! Por nós mesmo somos incapazes de tal feito, imperfeitos e pecadores, que em nossa natureza pecaminosa desejamos constantemente estarmos distantes do nosso Criador (Romanos 3.10-11), quanto mais conquistar a vida eterna por nossos méritos. Mas, é nesse impasse que ao sermos atraídos a Cristo, vemos nEle toda essa capacidade e perfeição, e é nEle em quem temos a confiança em nos transformar de seres repelentes de Deus a criaturas que esforçam-se e perseveram em amar a Deus, através de Cristo, mesmo em suas fragilidades e imperfeições. Saiba que amar a Deus, não requer somente suas emoções, sua personalidade, obras ou intelectualidade, individualmente, mas combinadas, como engrenagens que funcionam em plenitude somente se estiverem reunidas. E isso é completude de amar a Deus com ‘café’ e “com a fé”.

Fonte: Kessia Vanessa https://www.instagram.com/kessiavanessaa/ – Teografia https://www.instagram.com/teografia/

1° VINDE – O dia inteiro na presença de Deus #oração – #louvor – #palestras – #adoração

Sábado, dia 15 de junho de 2019, das 8h às 18hs

Cartaz 1o. Vinde

A igreja Assembléia de Deus Ministério Semear convida você e sua família para este dia de amadurecendo a Fé Cristã.

Presença confirmada:

  • de Deus
  • Pr Júnior e Caravana (Aroeiras PB) Manhã
  • Presb. Ricardo – Aroeiras PB
  • Nilda & Alex
  • Pr Josafá (JP)
  • Cantores

Sua vida não será a mesma;
Convide alguém e venha ser impactado pela presença Poderosa de Deus

Obs.: intervalo ao meio-dia; a igreja oferecerá um almoço por apenas R$ 10,00

Semana Francis Schaeffer

“Até mesmo no meio da morte na cidade, a igreja evangélica pode ter uma revolução realmente construtiva, uma revolução que a fará estremecer em todas as suas partes e a fará viver diante do Deus vivo, diante do mundo invisível, e diante dos olhos atentos do nosso mundo pós-cristão.”
(Francis Schaeffer)

Conheça Francis Schaeffer

Schaeffer foi um pastor presbiteriano no século 20, considerado um dos líderes mais influentes no seu tempo. Sua história de vida e seus ensinamentos falam diretamente a nós em nossos dilemas com uma verdadeira espiritualidade, engajamento cultural, evangelismo e apologética, liderança, e o cultivo de uma igreja vibrante e de relacionamentos belos e saudáveis.

Aqui na Livraria 3:16 dispomos de alguns títulos deste autor, entre eles:

E também temos disponível o livro A CELEBRAÇÃO DO MATRIMONIO, de Edith Schaeffer, esposa de Francis Schaeffer.

Ao longo de uma semana, a partir de 17 de junho de 2019, você receberá preciosos insights de Schaeffer, gratuitamente em seu whatsapp.

Conteúdo encorajador e transformador na palma da sua mão! Inscreva-se agora neste link!

Repost do: Mailchimp

Dia do Pastor Evangélico

Dicas para celebrar o Dia do Pastor
O Dia do Pastor é comemorado no segundo domingo de junho. Neste ano, será no dia 09. E como a data se aproxima separamos algumas ideias para você fazer junto aos irmãos da sua igreja. Por ser o dia do Pastor, todos os departamentos poderão participar.

Então, é hora de arregaçar as mangas porque temos poucos dias e em primeiro lugar decidir o que fazer: uma programação na hora do culto? Ou organizar o culto todo especial? Não importa como você pensou, o importante é não deixar a data em branco e manter este segredo com o pastor. Combinados? Veja algumas sugestões:

• Louvores
Separe louvores que expressem a gratidão de tê-lo como seu pastor. Peça ajuda ao grupo de louvor ou alguma pessoa que ame louvar e peça que cante um ou dois louvores, dependendo do tempo que você terá:
1) “Pastor” da Eyshila;
2) “Ao pastor com carinho”, da Cristina Mel
3) “Preço da chamada”, da Elaine Martins
4) “Envia-me”, da adoradora Míria Mical, no CD Valeu te esperar
5) “Estou contigo”, regravado pela adoradora Sumara Santos, no CD Basta uma Palavra, dentre outros ao seu critério.

• Jogral, poesia ou peça teatral
Convide um grupo de pessoas para encenar, dramatizar ou relatar um Jogral, poesia ou uma peça. Uma dica é colocar todos os departamentos da igreja voltados para a programação. Eles podem escolher um representante de cada para fazer ou se tiver vários voluntários pode dividir e encenar mais de um. Na internet, temos uma infinidade de dicas destes jograis. Mas também você encontra em bons livros de poesias e peças, como os livros: Jograis e Representações Evangélicas Volume 1, 2 ou 3, publicados pela CPAD.

• Oportunidades e Mensagem da noite
Se vocês estiverem planejando todo o culto, promova oportunidades aos membros que possam contar um testemunho ou uma breve descrição do que seu pastor significa para ele (a). Lembrando que isso dependerá do tempo que você tem disponível, nada de se estender e atrapalhar toda a liturgia, ok? Se o preletor da noite não for o pastor, combine anteriormente para que ele (a) traga uma mensagem baseada em algum trecho bíblico que fale sobre a importância do pastor para a igreja. Por exemplo: Jeremias 3.15, Hebreus 3.17 ou João 10.11

• Vídeo de depoimentos
Outra sugestão é combinar anteriormente com alguns membros, principalmente, os mais antigos para gravarem um depoimento para o pastor. Não precisa ser longo, de três a cinco minutos deixando uma mensagem para ele ou dando um testemunho de algo que ele já tenha auxiliado aquele membro. Fotos que mostrem o início da obra e do ministério dele também são muito bons para serem recordados. Podem aproveitar o momento e preparar um vídeo com eles. Tenho certeza que será bem emocionante!

• Presentes para o pastor
Dependendo do tamanho da sua igreja e o número de membros que ela tem, escolha entre dar um presente único em nome da igreja ou um para cada departamento. É muito importante valorizar aquele que tem orado e zelado por você diariamente. Quanto ao presente, não vamos aqui especificar qual é o mais indicado. Mas na hora de escolher, decida dar algo que lembre o ministério dele, como: Uma nova Bíblia de estudo (que tal a Bíblia de Estudo de Genebra), um livro voltado para pastores (Manual Pastoral de Discipulado ou DE: Pastor A: Pastor do autor Hernandes Dias Lopes), agenda, Dvd´s de pregações ou um terno novo, uma camisa (com versículos ou com estampas) ou presentes personalizados: canecas, camisas, painel ou álbum de fotos da igreja e do seu ministério, dentre outros. Use a criatividade e escolha o presente ideal para ele!

Gostaram das dicas? Essas são algumas sugestões, fique bem à vontade para usá-las ou incrementá-las às suas ideias. Nós aqui da Livraria 3:16 montamos um kit especial para o Dia do Pastor, confira nesse link. Esperamos que o dia do seu pastor seja bem abençoado. Se você tiver alguma dica, conte para nós aqui nos comentários. Queremos te ouvir também! Deus abençoe!

Fontes: site CPADEventos

Por que no Brasil o Dia dos Namorados é em junho?

O 14 de fevereiro é conhecido no mundo todo como “o dia mais romântico do mundo”. Chamado “Valentine’s Day” (ou Dia de São Valentim), a data celebra o que é conhecido no Brasil como Dia dos Namorados.

Desde 1948, o país celebra essa data romântica em 12 de junho. Ela coincide com a véspera do Dia de Santo Antônio, conhecido como santo casamenteiro, mas o motivo para isso tem pouco a ver com o significado religioso – foi exclusivamente comercial.

A ideia de estabelecer uma comemoração de “Dia dos Namorados” veio do publicitário João Doria, pai do atual prefeito de São Paulo. Dono da agência Standart Propaganda, ele foi contratado pela loja Exposição Clipper com o objetivo de melhorar o resultado das vendas em junho, que sempre eram muito fracas.

Inspirado pelo sucesso do Dia das Mães, Doria instituiu outra data comemorativa para trocar presentes no ano: o Dia dos Namorados.
(conte então com a Livraria 3:16 para escolher seu presente)

Junho foi escolhido porque era justamente o mês de desaquecimento das vendas. A escolha do dia 12 teve a ver com o fato de ser véspera da celebração de Santo Antônio, que já era famoso no Brasil por ser o santo casamenteiro.

Unindo, então, o útil ao conveniente, Doria criou a primeira propaganda que instituiria a data no país.

“Não é só com beijos que se prova o amor!”, dizia um slogan do primeiro Dia dos Namorados brasileiro. “Não se esqueçam: amor com amor se paga”, afirmava outro. A propaganda foi julgada a melhor do ano pela Associação Paulista de Propaganda à época.

Slogan de propaganda do Dia dos Namorados criada por João Doria
Slogan de propaganda do Dia dos Namorados criada por João Doria

A data começou a “pegar” no Brasil no ano seguinte, quando mais regiões começaram a aderir a ela – posteriormente, a comemoração se tornou nacional.


São Valentim

Conta-se que foi em um 14 de fevereiro que São Valentim foi decapitado.

Patrono do Dia dos Namorados (Valentine’s Day) em muitos países, São Valentim viveu em um período em que o imperador Cláudio II governava a Roma Antiga, durante o século III de nossa era. O imperador havia proibido a realização de casamentos com a intenção de que os jovens solteiros se dedicassem apenas à vida militar. Atento ao drama dos apaixonados, São Valentim, que era um bispo, teria passado a celebrar casamentos escondido.

Uma vez descoberto, acabou encarcerado e condenado à morte. Durante o período em que ficou preso, o agora santo se apaixonou pela filha de um carcereiro. No dia do cumprimento da sentença, ele enviou uma carta de amor à moça assinando: “do seu Valentim” – o que originou a prática moderna de enviar cartões para a pessoa amada no 14 de fevereiro.

Mas foi apenas dois séculos depois que a data passou a ser efetivamente comemorada, quando o papa Gelásio instituiu o Dia de São Valentim, classificando-o como símbolo dos namorados.

Fonte: Editora Contexto